Módulo 4

AVALIANDO OS RISCOS PARA SABER COMO MELHOR GERENCIÁ-LOS PARA SEGUIR EM FRENTE MESMO EM PERÍODOS DE CRISE

Introdução

A gestão de riscos deve ser um exercício constante porque os ambientes internos e externos se modificam a todo momento e consequentemente os riscos associados. No ambiente externo novos mercados, novos concorrentes, novos negócios e produtos e novas regras. No ambiente interno novas estratégias, novos membros da Administração (com maior ou menor apetite ao risco), novas metas e, provavelmente, novos modelos de negócios para enfrentar essas mudanças no ambiente externo. Tudo isso é muito natural no mundo dos negócios. Contudo, a estratégia de Governança Corporativa deve acompanhar par e passo essa constante modificação.

O primeiro desafio é ter consciência de que não é possível avaliar e estabelecer controles adequados para todos os riscos e por isso deve-se abandonar o termo “eliminar” risco, adotando o conceito de “mitigar”, ou seja, prever, avaliar e estabelecer medidas de controle proporcionais. De qualquer forma, mesmo utilizando mapeamentos baseados em experiências de mercado, novos riscos podem se materializar. Tanto isso é verdade que ninguém poderia imaginar o ataque às Torres Gêmeas em 11 de setembro, tampouco que ambas as torres iriam ao chão daquela forma. Quase todo o planejamento e previsão de riscos caiu por terra.

A gestão de risco deve ser estabelecida em consonância com o porte e perfil da instituição e deve ser o equilíbrio entre investimento e mitigação do risco, permitindo que a instituição alcance seus objetivos estratégicos.

Assim, este módulo pretende demostrar uma estratégia de gestão de riscos adequada e viável que deve ser avaliada e reavaliada constantemente para que a instituição esteja não só minimamente preparada para mitigar alguns riscos, mas também pronta para seguir mesmo em períodos de crise. Neste contexto o Curso Gestão Integral planeja trazer neste módulo 5 uma abordagem de diálogo, troca e aprendizado mútuo onde o participante é o sujeito da educação e conhecimento e não um mero expectador. Será provocado um ambiente de colaboração para trazer para a sala as experiências prévias e práticas do dia a dia, favorecendo uma aprendizagem orientada para os fatos, aplicável e de resultados para que o participante adquira autonomia na Gestão de Riscos em sua empresa, gerando valor.

Todo administrador ou gestor deseja que sua empresa seja mais duradoura possível. Por isso não importa se ela é pequena, média, grande ou global; neste módulo você será apresentado a importantes questões para construir uma viável gestão de riscos adequada ao porte e perfil e que auxiliará o atingimento dos objetivos estratégicos.

Data

10 e 11 de novembro

Facilitadores

Roberto Rotenberg e Angelo Calori

Conceitos abordados

• Conhecer o risco e matriz de riscos
• Prevenção à fraude
• O que pode dar errado e a teoria do cisne negro
• Gerenciamento de crises, planos de contingências e a teoria do 10º homem
• Práticas anticorrupção e canal de denúncia
• Compliance e suas políticas
• Auditoria

Valor que será explorado para cocriação da crença do grupo

Estar permanentemente preparado para seguir sempre em frente mesmo em períodos de crise.

FACILITADORES

Roberto Rotenberg

Roberto Rotenberg

Angelo Calori

Angelo Calori

Copyright © 2017 - Todos os direitos reservados.